Anúncios

Como fazer uma tradução literal?

Image

            O presente texto é apenas uma introdução bastante despretensiosa a respeito deste assunto. O principal objetivo desse texto é informar aos meus alunos o que eu pretendo que eles apresentem como tradução literal do texto.

Há cada vez mais versões bíblicas e elas são cada vez mais diferentes entre si. Em meio a tudo isso é possível e justo que alguém pergunte: mas o que o texto está realmente dizendo, ou seja, o que está escrito no “original”. Esta resposta não é tão óbvia, visto que a resposta depende de quem pergunta. Imagine, por exemplo, a dificuldade em traduzir o ditado popular brasileiro “focinho de porco não é tomada” para um esquimó que não conhece porco nem tomada!? Assim, a qualidade e adequabilidade tradução depende do propósito da mesma: é para ser lida por quem e em que ocasião?

Note estas diferentes versões de Tiago 1.2-4:

Young (tradução) ACF ARC CNBB ARA
2 Toda alegria, considerem isso, meus irmãos, quando vós puderdes cair em tentações variadas; 3 sabendo que a prova de vossa fé resultará em perseverança, 4 e deixem a perseverança ter trabalho perfeito, de forma que vós possais ser perfeitos e inteiros – em nada faltando. 2 Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações; 3 Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência. 4 Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.   1.2   Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações, 3 sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. 4 Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma. 2 Considerai uma grande alegria, meus irmãos, quando tiverdes de passar por diversas provações, 3 pois sabeis que a prova da fé produz em vós a constância. 4 Ora, a constância eve levar a uma obra perfeita: que vos torneis perfeitos e íntegros, sem falta ou deficiência alguma.   1.2   Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, 3 sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. 4Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.
AVE Maria NVI NTLH Bíblia Viva A Mensagem
2 Considerai que é suma alegria, meus irmãos, quando passais por diversas provações, 3 sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. 4 Mas é preciso que a paciência efetue a sua obra, a fim de serdes perfeitos e íntegros, sem fraqueza alguma. 2 Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, 3 pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. 4 E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma.   1.2   Meus irmãos, sintam-se felizes quando passarem por todo tipo de aflições. 3 Pois vocês sabem que, quando a sua fé vence essas provações, ela produz perseverança. 4 Que essa perseverança seja perfeita a fim de que vocês sejam maduros e corretos, não falhando em nada! 2 Queridos irmãos, a vida de vocês está cheia de dificuldades e de tentações? Então, sintam-se felizes 3 porque quando o caminho é áspero, a perseverança de vocês tem uma oportunidade de crescer. 4 Portanto, deixem-na crescer, e não procurem desviar-se dos seus problemas. Porque quando a perseverança de vocês estiver afinal plenamente crescida, vocês estarão preparados para qualquer coisa, e serão fortes de caráter, íntegros e perfeitos. Amigos, quando lutas e aflições os atingirem em cheio, saibam que isso é um presente especial. Vocês verão como a fé será fortalecida e terão forças para continuar até o fim. Por isso, não desistam facilmente. Essa perseverança os ajudará a amadurecer e a desenvolver plenamente o caráter de vocês. (Tiago 1:2,3,4)

A diferença entre essas versões é o método de tradução empregado. A primeira tradução é uma [tradução da] tradução literal feita por Robert Young. As duas últimas, Bíblia Viva e A Mensagem, são versões que aplicam a teoria de tradução de equivalência dinâmica de forma bastante radical. A NVI (Nova Versão Internacional) e a NTLH (Nova Tradução na Linguagem de Hoje) também aplicam teorias de equivalência dinâmica, mas utilizam-se também de alguns cânones da equivalência formal.

Na verdade, todas versões bíblicas comerciais feitas para uso litúrgico fazem um misto entre as equivalências formal e dinâmica. Na tradução formal, o tradutor tenta verter palavra por palavra do texto para a língua-alvo, tentando, sempre que possível, manter a forma da língua-fonte: número de palavras, ordem das palavras, pesos e medidas, figuras e ilustrações, uso de transliteração, gênero literário. Esse processo é feito obedecendo as regras gramaticais e uso comum da língua-alvo. Na equivalência dinâmica, o tradutor tenta traduzir as ideias da língua fonte de forma que as mesmas sejam compreendidas naturalmente na língua-alvo.

Na tradução literal que queremos, a tradutor vai verter o texto da língua-fonte para a língua-alvo sem preocupação com a naturalidade do texto nesta última. É uma tradução de formal que dará ao leitor a oportunidade de “ler o texto original na sua própria língua”. A preocupação neste caso será em transmitir com precisão as palavras e construções gramaticais do texto original para a língua vernácula.

A tradução literal deve ser feita de acordo com as seguintes regras:

  • Mantenha a ordem das palavras da língua grega, a não ser quando for impossível de compreender o texto no português.
  • Traduza o significado do verbo e a ideia dos tempos e modos verbais corretamente, ainda que seja necessário utilizar várias palavras para traduzir um só verbo.
  • Traduza o significado das palavras gregas e a ideia dos casos nominais corretamente, mesmo se for necessário utilizar mais palavras no português.
  • Traduza corretamente o significado das construções gramaticais gregas (cláusulas), ou seja, faça escolhas sintáticas e torne claro o significado de tais construções.
  • Apresente notas de rodapé justificando as tuas escolhas gramaticais e sintáticas onde for conveniente.

Voltemos ao texto de Tiago:

Texto Grego UBS 4ª ed. 2 Πᾶσαν χαρὰν ἡγήσασθε, ἀδελφοί μου, ὅταν πειρασμοῖς περιπέσητε ποικίλοις, 3 γινώσκοντες ὅτι τὸ δοκίμιον ὑμῶν τῆς πίστεως κατεργάζεται ὑπομονήν. 4 ἡ δὲ ὑπομονὴ ἔργον τέλειον ἐχέτω, ἵνα ἦτε τέλειοι καὶ ὁλόκληροι ἐν μηδενὶ λειπόμενοι.
Minha Tradução Literal Toda alegria considerai,[1] irmão meus, quando provações cairdes em várias[2], sabendo que o teste vosso da fé[3] está produzindo[4] perseverança. E que a perseverança trabalho completo esteja tendo[5], a fim de que estejais sendo maduros e completos – em nada faltantes.

A tradução literal não é apropriada para uso litúrgico e dificulta a compreensão de quem não tem conhecimento da língua-fonte. A sua vantagem está no fato de apresentar os detalhes do texto grego na língua-alvo. Esse tipo de tradução é fundamental para a exegese e, evidentemente, também para a pregação, pois ela explicita as ênfases e os detalhes daquilo que o autor quis transmitir aos seus leitores originais.

Então, qual tradução é melhor: a literal, a formal ou a dinâmica? Depende do uso e de quem vai ler. Devemos entender que diferentes traduções têm diferentes funções e, assim, usar cada uma de acordo com o seu propósito. Ademais, devemos nos conscientizar que toda tradução envolve interpretação e que não há tradução perfeita.


[1] O verbo ἡγέομαι é um imperativo aoristo e por isso deve ser traduzido como um imperativo pontual. Se fosse um imperativo presente, deveria ser traduzido como uma ordem contínua: estai considerando.

[2] Aqui mantivemos a ordem das palavras gregas, apesar de não ser a ordem natural da língua portuguesa. Note que o autor bíblico está enfatizando a palavra πειρασμοῖς (tentações ou provações).

[3] Note que teste vosso da fé e teste da vossa fé são conceitos um pouco diferentes. Tiago está falando do primeiro caso.

[4] O tempo presente deve ser traduzido como uma ação linear e não pontual.

[5] Imperativo Presente

Uncategorized

Anúncios

João Paulo Thomaz de Aquino Visualizar tudo →

Mestre em Antigo Testamento pelo Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper (CPAJ, 2007), mestre em Novo Testamento pelo Calvin Theological Seminary (2009) e doutor em ministério pelo CPAJ (2015), doutorando em Novo Testamento pela Trinity International University. É professor de Novo Testamento no CPAJ e ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil. É também editor dos websites http://www.issoegrego.com.br e http://yvaga.wordpress.com.

8 comentários Deixe um comentário

  1. Meu caro sou o Rev. Zilmar Clezio Hotti fornamado no JMC atualemtne mestre em teologia exegetica e em ciencias da religião e doutoranod em filosofia e leciono grego no SPBC- Ji-Paraná. Alegro-me pela iniciativa do irmão e espero tb utilisar o material deixado aqui pelo irmão se o irmão não se importar, visto que a nivel de bacharelado o material introdutório pode ser utilisado creio eu. Obrigado, na Paz de Deus e nosso Senhor Jesus Cristo.

  2. Boa noite, ótima postagem! Gostaria de saber se você poderia me ajudar com uma tradução. gostaria de saber a tradução do português para do grego da seguinte frase: ‘O que protege’ ou ‘Aquele que protege’ ou ‘Protetor’. É o significado do meu nome e gostaria de saber a tradução dele. Obrigado pela ajuda e fico no aguardo da resposta! Um feliz natal e ótimas festas para você! Fique com Deus, e que ele ilumine a ti e todos que o rodeiam! Um grande abraço!

    • Grego moderno (segundo google): προστάτης
      Grego Koinê: τηρέωv (Jo 17.11); ἐπίτροπος (Gl 4.2). Outras palavras cujo campo semântico se sobrepõem: οἰκονόμος (Gl 4.2), παιδαγωγό (Gl 3.25).

      Bênçãos,

  3. Que excelente material. Acompanho semanalmente seu blog. Levando em consideração esse seu comentário sobre o imperativo aoristo, podemos então chegar a conclusão que essa passagem se deu em um determinado tempo não se aplicando a nós? De fato realmente o cair em tentação foi algo que aconteceu literalmente naquele contexto?. No caso da passagem do IDE e pregai o evangelho, discipulando,sabendo que ali o verbo IDE está no tempo aoristo porém muitos acham que estão no imperativo presente.

    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: