O que ensinar nas disciplinas bíblicas em diferentes níveis de estudo?


Quando se ministra aulas de um mesmo assunto para diferentes níveis de estudo, deve-se tomar cuidado para não confundir os alunos de níveis mais básicos, nem chatear os alunos de níveis mais avançados. No caso daqueles que ensinam Bíblia, isso fica muito claro, pois você pode ensinar em nível de Escola Bíblica Dominical, Instituto Bíblico, Bacharelado, Mestrado e Doutorado. Como devemos ensinar em cada um desses níveis? Qual deve ser a metodologia, a bibliografia, as tarefas e o conteúdo exigido? Esses post visa lidar com uma dessas questões. A questão do conteúdo a ser ensinado. Assim segue abaixo uma proposta e você está convidado a interagir criticamente com ela.

Instituto Bíblico

  • Capacidade de ler bem em português
  • Elaborar uma exegese em português
  • Uso de comentários bíblico mais práticos
  • Noção da Bíblia como história da redenção
  • Capacidade básica de ler e aplicar a Bíblia de acordo com proposição de cada texto
  • Conhecimentos básicos sobre as seções da Bíblia e gêneros literários

Bacharelado em Teologia

  • Vestibular nivela o conhecimento bíblico em nível de instituto
  • Grego e hebraico intermediários
  • Comentários acadêmicos e artigos acadêmicos em português
  • Livros introdutórios em português (IANT, TB, contextos)
  • Capacidade de relacionar exegese, TB, sistemática e teologia prática
  • Noções sobre métodos críticos e liberalismo teológico e capacidade básica de combater seus pressupostos usar bons frutos
  • Método Histórico-Gramatical-Teológico
  • Metodologia exegética aplicada aos diferentes gêneros literários
  • Hermenêutica: história e propostas
  • Noções quanto aos livros apócrifos
  • Noção densa sobre a história da redenção

Mestrado

  • Dominar habilidades do nível anterior
  • Problemas hermenêuticos: autor, texto e leitor
  • Conhecimento da história, teóricos e teorias da hermenêutica
  • Grego e hebraico avançados
  • Artigos acadêmicos
  • Livros em inglês e espanhol
  • Livros e questões contextuais específicos
  • Livros apócrifos e pseudepígrafos
  • Habilidade para ler o aparato crítico
  • História da interpretação
  • Método Histórico-Gramatical-Teológico Informado
  • Foco mais delimitado
  • STM: Foco ainda mais delimitado e exigência maior na qualidade da pesquisa

Doutorado

  • Dominar habilidades do nível anterior
  • Delimitar foco da área de especialização
  • Aptidão para lidar com fontes primárias
  • Teses e livros avançados em inglês, alemão e francês.
  • Produção de conhecimento original por fontes primárias

É evidente que haverá diferenças no que concerne a instituições, professores, alunos, diferentes níveis de especialização (MDiv e STM ou D.Min. e PhD, por exemplo), disponibilidade de material e outros, mas estou certo de que devemos ter uma padrão para não ministrarmos menos nem mais do que os alunos são capacitados e merecem receber.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.