O Segredo Messiânico: Uma introdução curtinha

”Segredo Messiânico” é uma expressão técnica dos estudos acadêmicos do Novo Testamento que aponta para o fato de que várias vezes, especialmente no evangelho de Marcos, Jesus ordenou tanto a pessoas quanto a demônios, que não revelassem a sua identidade.

Em Marcos 8.29-30, por exemplo, lemos: “Então, lhes perguntou: Mas vós, quem dizeis que eu sou? Respondendo, Pedro lhe disse: Tu és o Cristo. Advertiu-os Jesus de que a ninguém dissessem tal coisa a seu respeito”. A questão que isso levanta é, por que Jesus quis ocultar a sua identidade? (veja outros exemplos em: Marcos 1.24-25, 1.32-34, 1.43-45, 3.11-12, 4.10-12, 5.43, 7.36-37, 8.25, 9.9, 10.48, 14.61-63).

Este é um assunto muito interessante e tema de constantes debates teológicos. O objetivo desse post de forma alguma é tratar o assunto com profundidade, mas apenas introduzi-lo brevemente. Algumas das perguntas que dizem respeito a esse assunto são: 

  1. Por que somente Marcos registrou tantos pedidos de Jesus no sentido de não ser identificado? 
  2. Será isso uma criação de Marcos ou é um fato histórico para o qual os demais evangelistas não deram tanta importância? 
  3. Por que Marcos deu tanta importância ao fato? 
  4. Qual era a intenção de Jesus em pedir para as pessoas não fazerem publicidade dele? 
  5. Porque as pessoas não obedeciam?
  6. As parábolas tem alguma relação com isso?
  7. Porque os demônios reconhecem a verdadeira identidade de Jesus?

É evidente que ao longo dos anos esse problema tem recebido muita atenção e diferentes respostas têm sido apresentadas. Tais respostas, por vezes, revelam certos pressupostos teológicos que determinado autor tem sobre Jesus e sobre as Escrituras. Algumas explicações para o problema são:

  1. O autor de Marcos inventou o segredo messiânico para reduzir a tensão que existia na Igreja Primitiva por causa de divergentes concepções acerca de Jesus (William Wrede).
  2. Jesus não permitiu que sua identidade fosse revelada enquanto o quadro não estava completo: ele não era somente o Senhor poderoso sobre doenças, natureza e demônios, mas também era o Servo Sofredor.
  3. Não existe problema messiânico, mas sim um problema de tradução do aramaico para o grego.
  4. Jesus não quis que sua identidade fosse revelada, pois as expectativas messiânicas de sua época eram erradas ou incompletas (Albert Schweitzer, James Dunn).
  5. A igreja primitiva inventou essa questão como uma espécie de segredo que só poderia ser revelado para alguns iluminados. Uma atitude semelhante ao gnosticismo (Martin Dibelius, Rudolph Bultmann, Adela Yarbo Collins).
  6. O segredo messiânico é um artifício literário que visa manter o leitor engajado na leitura até o momento da ressurreição (revelação completa da identidade de Jesus) (Mary Ann Tolbert).
  7. O segredo messiânico mostra que Jesus não estava atrás de honra humana, ele era alguém humilde e consequentemente, merece honra (David F. Watson).
  8. Jesus pedia segredo para conseguir continuar se locomovendo e desempenhando seu ministério (Frank Thielmann).

Algumas dessas propostas de solução, o leitor deve ter percebido, consideram o Jesus histórico como apenas um homem comum. Outras questionam a veracidade da Bíblia, afirmando que Marcos atribuiu palavras e atitudes a Jesus que não correspondem ao que de fato aconteceu. Outras propostas são interessantes. Provavelmente o motivo pelo qual Jesus manteve sua identidade em segredo durante seu ministério e pelo qual Marcos enfatizou esse fato seja uma junção de mais de uma opção.

 

Estude Mais:

Livros em Inglês sobre o assunto.

https://portugues.logos.com/2016/12/13/primeirabusca/

http://www.fmmportugal.com/multimedia/segredo-messianico.pdf

http://www.fapas.edu.br/theologia/artigos/200811_17.pdf

http://fabio_camilo.sites.uol.com.br/teo_marcos.htm

http://www.metodista.br/fateo/materiais-de…/Sermao_11_03_2009.doc

 

Teologia do NT

João Paulo Thomaz de Aquino Visualizar tudo →

Mestre em Antigo Testamento pelo Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper (CPAJ, 2007), mestre em Novo Testamento pelo Calvin Theological Seminary (2009) e doutor em ministério pelo CPAJ (2015), doutorando em Novo Testamento pela Trinity International University. É professor de Novo Testamento no CPAJ e ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil. É também editor dos websites http://www.issoegrego.com.br e http://yvaga.wordpress.com.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: